Provavelmente, você deve saber que as doenças de inverno em crianças são inimigas da disposição, da saúde e do bem-estar dos pequenos, não é mesmo?

Por esse motivo, é importante que você tome os cuidados e as precauções necessárias, evitando que seu filho passe mal ou que qualquer probleminha se manifeste.

Com base nisso, vamos apresentar, neste post, as 5 principais doenças que podem atacar as crianças e como você pode evitá-las com alguns cuidados.

Venha com a gente!

Quais são as doenças de inverno em crianças?

De maneira geral, é possível dizer que as doenças de inverno apresentam os mesmos sintomas em crianças e adultos.

Normalmente, atacam os sistemas respiratório e gastrointestinal, podendo variar de um simples resfriado até uma pneumonia.

Mas atenção: como o corpo dos pequenos ainda está em desenvolvimento, o cuidado com as doenças de inverno, na fase de crescimento, deve ser redobrado! 

A seguir, confira quais são as 5 principais doenças de inverno em crianças:

1. Resfriado

Provocado por vários tipos de vírus, o resfriado faz com que o pequeno tenha congestão, espirros, secreção nasal e até mesmo febre.

Costuma durar até duas semanas, e, em alguns casos, remédios caseiros, como os chás, são capazes de combater o problema.

Em casos mais graves, de febre alta ou de permanência dos sintomas, o mais indicado é levar a criança ao médico.

2. Gripe

Um pouco mais intensa que o resfriado, a gripe ataca o nariz, a garganta e os pulmões. Febre, dores musculares, calafrios, coriza, tosse, dores de cabeça, dores na musculatura e fadiga são os principais sintomas.

A doença pode ser combatida com medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios, bastante repouso e constante ingestão de líquidos.

3. Bronquite

Essa é uma doença que leva à inflamação dos brônquios e das principais partes que transportam o oxigênio até o pulmão. Pode ser aguda (curta duração) ou crônica (longo período, requerendo mais cuidado).

Pode vir acompanhada de resfriado, gripe, ou algum outro problema respiratório. Os principais sintomas são tosse, chiado no peito, falta de ar, desconforto, fadiga, calafrios e febre.

4. Pneumonia

Provocando o enchimento dos sacos aéreos com líquidos ou pus, a pneumonia é uma infecção grave e que pode ser fatal.

Os principais sintomas são: dificuldade de respiração, febre, calafrios, tosse e secreção de pus ou catarro. É uma doença que pode ser tratada com antibióticos e, por isso, a consulta com um médico é fundamental.

5. Amigdalite

Geralmente causada por uma infecção viral ou bacteriana, a amigdalite é a inflamação dos tecidos de formato oval que ficam na área traseira da garganta.

Entre os sintomas, estão: dor de garganta, sensibilidade dos gânglios linfáticos e dificuldade de engolir e comer.

O tratamento varia de acordo com a gravidade do problema e, por isso, a amigdalite pode ser tratada por meio de remédios e chás caseiros e até da remoção das placas.

Como evitar que essas doenças se manifestem?

Existem vários cuidados que devem ser tomados para que a criança não se sinta mal e para que não manifeste as doenças que apresentamos aqui no post. Entre as medidas preventivas, estão:

  • cuidar da qualidade do ar e da limpeza de casa;

  • vestir os pequenos com roupas de qualidade e agasalhos de bons tecidos;

  • estimular que o pequeno beba bastante líquido, principalmente sucos naturais, água de coco e água potável;

  • preparar um cardápio natural e equilibrado para a criança, com vitaminas, antioxidantes e nutrientes;

  • manter o caderninho de vacinação do seu filho em dia;

  • levar o pequeno para passear em dias ensolarados;

  • não oferecer alimentos gelados à criança em dias frios;

  • não ministrar medicamentos sem prescrição médica.

Nesse último caso, é fundamental mencionar que consultar um especialista é a primeira coisa que você deve fazer antes de tentar diminuir os eventuais problemas de saúde seu pequeno.

Viu como as doenças de inverno em crianças são péssimas aliadas da saúde? Por isso, tome sempre os cuidados necessários para que o seu filho não passe por situações como essas. Combinado?

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe o post em suas redes sociais e mostre a todos os seus amigos tudo o que eles precisam saber sobre as doenças de inverno!