Os últimos meses de gravidez são de bastante ansiedade para os futuros papais e mamães. Surgem diversas tarefas a serem executadas, como: organizar o quartinho do bebê, verificar se falta algum item para a chegada dele, fazer os últimos exames, etc. No entanto, existe uma questão que ainda deixa muitas gestantes com dúvidas e, às vezes, gera até certa dor de cabeça: o que levar no kit maternidade?

Para ajudar você nessa tarefa, separamos alguns itens que não podem faltar na bolsa da gestante. Além disso, explicaremos como usá-los e a importância de manter tudo bem organizado. Continue a leitura e saiba mais!

Os 5 itens essenciais no kit maternidade

1. Bodies

Os bodies estão entre os itens mais populares e a quantidade recomendada é de 6 peças desse tipo. Pode parecer muito, às vezes o bebê nem utilizará todos, mas, como diz o ditado: “é melhor prevenir do que remediar”. É preciso se precaver sempre, pois o pequeno pode regurgitar ou vomitar na roupinha, fazendo com que a troca seja necessária.

2. Mantas

Esses itens são essenciais, independentemente da época em que o parto for acontecer. As mantas servem para envolver os bebês, mantendo-os aquecidos, já que eles costumam perder mais calor do corpo e a maternidade pode ter ar-condicionado.

3. Toalha de banho

A toalha individual é essencial em um kit de maternidade. A criança tomará banho, por isso é importante e higiênico contar com um item que será usado exclusivamente pelo seu pequeno.

4. Paninho de boca

Os paninhos de boca precisam estar na lista do que levar para a maternidade. O ideal é carregar cerca de 6, mas esse número pode ser maior, caso seu tempo de permanência no hospital seja superior a 3 dias.

Esses artigos servem para limpar a boca do bebê e também para colocar no ombro no momento de dar de mamar.

5. Gorros, luvinhas e meias

Os bebês acabaram de sair de um lugar quente e aconchegante, então é preciso simular isso no ambiente externo. Especialmente nos dias mais frios, é fundamental proteger os ouvidos, fazendo do gorro um item essencial.

Como as mãos e os pés dos recém-nascidos costumam ser gelados, é essencial usar as luvas e meias para mantê-los quentinhos ou na temperatura ambiente.

A importância de organizar o kit maternidade

Existem algumas dicas que são fundamentais para as mamães que desejam organizar a bolsa do bebê de maneira adequada. Por isso:

  • Separe as trocas de roupas em saquinhos de tule, isso facilita o trabalho dos profissionais que te ajudarão e também mantém a bolsa sempre organizada.

  • Não coloque as roupas da mãe e do bebê juntas. Tenha uma mala para cada um, pois, além de ser mais prático, isso evita que seus itens pessoais sejam manejados por outras pessoas.

  • Não se esqueça de numerar os saquinhos, pois a pessoa que fará a troca do bebê saberá o que colocar no 1º dia, 2º dia e assim sucessivamente.

  • Antes de montar a mala propriamente dita, é essencial que todas as roupinhas sejam lavadas com um sabão neutro e passadas, para que sejam esterilizadas.

Ajeitar as coisas do bebê não é tão difícil, mas inspira cuidados e atenção. Deixe as malas arrumadas, tanto a sua quanto a do seu filho, a partir do 7º mês, evitando os imprevistos.

Esperamos que você tenha gostado do nosso artigo sobre o kit maternidade. Se ainda tiver alguma sugestão ou quiser compartilhar a sua experiência conosco, não deixe de comentar! Contamos com a sua participação!