Carlos e Ana são pais de Eduardo, de 8 anos de idade. Aos 6 anos, o menino foi diagnosticado com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), uma doença sem cura, mas que, com os devidos cuidados, pode ser controlada.

Os pais de Eduardo buscaram, então, diversas formas de tratamento. Até que um dia, cedendo aos inúmeros pedidos do filho, resolveram lhe dar um cachorrinho. Afinal, animais e crianças geralmente resultam em uma boa combinação.

A princípio, tiveram receio de que o garoto não cuidasse bem do bicho por causa da sua idade e do seu diagnóstico. Porém, o casal acabou se surpreendendo com a dedicação do filho ao novo membro da família e com a significativa melhora de Eduardo em alguns aspectos característicos de seu transtorno.

Essa história é apenas um exemplo do bem que a presença de um animal de estimação pode fazer na vida de uma criança. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe, a seguir, outros benefícios que a relação entre animais e crianças podem trazer para o seu filho!

Desenvolvimento físico

Muitas pesquisas já apontam os benefícios que a convivência com um animal traz aos pequenos. Atualmente, há uma forte tendência em terapias com animais, que colaboram nos mais diversos contextos de tratamentos para transtornos psicológicos e físicos, não só com crianças, mas também com adultos.

Os bichinhos de estimação — especialmente os cachorros — também necessitam de exercícios físicos e passeios regulares, o que acaba por estimular a criança a se exercitar também, auxiliando no seu desenvolvimento físico.

Desenvolvimento social

Ter um bichinho de estimação interfere positivamente também no desenvolvimento social da criança, uma vez que a empatia e a solidariedade geradas através do contato com o animal acabam se estendendo a outras crianças e pessoas do seu convívio.

Desenvolvimento afetivo

Bichos são companhias para todas as horas. Assim, para aquelas crianças que passam algum tempo sozinhas em casa, os sentimentos de solidão e ansiedade têm menos chances de surgir.

Ter um animal de estimação também ajuda no fortalecimento dos vínculos afetivos, pois o cuidado com o pet proporciona uma ligação sentimental entre o animal e a criança. O carinho decorrente dessa relação também impacta positivamente na autoestima dos pequenos.

Senso de responsabilidade

O convívio com os filhotes ensina as crianças a lidarem melhor com as frustrações, já que nem sempre as ações do bicho atenderão aos seus desejos e expectativas.

Além disso, o cuidado com o bichinho aguça o senso de responsabilidade na criança, sendo uma excelente oportunidade para os pais ensinarem aos filhos os deveres e cuidados específicos que devem ser dispensados aos animais.

Melhora na imunidade

A sensação de bem-estar aumenta em crianças que passam tempo com animais, deixando-as mais calmas e fazendo com que controlem mais seus impulsos.

Ademais, crianças que convivem com animais correm menos riscos de apresentar alergias e problemas respiratórios, pois seus organismos desenvolvem uma proteção natural contra os vírus e bactérias causadoras dessas doenças.

Fortalecimento dos laços familiares

No início, a criança não saberá como cuidar do animal. Assim, tendo em vista que os filhos têm os pais como referência, os adultos devem aproveitar esse momento para transmitir seus valores, orientando os pequenos para que aprendam a cuidar de outros seres vivos e também do meio ambiente.

É bom que os horários da família se ajustem às necessidades dos animais de estimação. Dessa forma, os bichos não se sentirão sozinhos (afinal, eles também gostam de companhia, não é mesmo?). Outro ponto positivo é que não só animais e crianças, mas toda a família ganha momentos prazerosos com passeios, caminhadas e muitas brincadeiras!

E aí? Gostou do post? Então, compartilhe com seus amigos nas redes sociais para que eles também conheçam os benefícios da relação dos bichinhos de estimação com as crianças!