É comum dar chocolate para crianças, especialmente em datas comemorativas. No entanto, é importante mencionar que há leite e açúcar na composição do produto — o que resulta em um alimento com bastante calorias e que pode ser prejudicial. Por esse motivo, é preciso se atentar em alguns detalhes antes de oferecer esse doce tão apreciado.

Neste post, mostraremos qual é o momento, a quantidade e a escolha mais indicada. Confira:

A partir de qual idade o alimento pode ser consumido?

Normalmente, o indicado é oferecer chocolate para uma criança apenas a partir de 2 anos de idade.

Antes do 1º aniversário, existe a possibilidade de o consumo em excesso provocar diarréia e um certo desconforto abdominal por causa dos gases. Isso acontece porque, como já dissemos, existe bastante leite e açúcar na composição do produto.

Além disso, existem chocolates que possuem outros ingredientes, como castanhas, amendoim e amêndoas, o que pode provocar um quadro alérgico na criança.

Depois de 24 meses, o pequeno já está mais ciente e pronto para fazer a sua 1ª degustação. Entretanto, você não deve deixar de pesquisar sobre a composição para ter certeza de que não haverá reações colaterais ao ingerir, combinado?

Qual é a quantidade indicada de chocolate para crianças?

O aconselhável é que o seu pequeno consuma apenas 30 gramas em um dia, o que equivale a uma barrinha de chocolate e soma cerca de 160 calorias. Afinal, em exagero, o alimento pode provocar reações indesejadas no organismo.

Qual é a melhor maneira de oferecer?

Antes de tudo, você precisa se certificar de que a criança não possui alergia a nenhum dos ingredientes. Por isso, coloque, de início, um pequeno pedaço junto com outro alimento que já faça parte da dieta de seu filho, identificando e monitorando a origem de uma reação inesperada (se houver, claro).

Se tudo estiver dentro do esperado, você pode oferecer em situações esporádicas, como em festas na escolinha ou de aniversário, para que haja essa assimilação com os eventos e a criança não fique pedindo constantemente o produto em casa (até porque não há quem não deseja um pedaço, não é mesmo?).

Contudo, você não precisa ser tão radical. É possível dar um pequeno tablete logo após o almoço. Isso porque no período da tarde o processo de digestão pode gerar sensação de fome na criança, fazendo com que ela consuma, sem necessidade, outros alimentos e aumente a ingestão de calorias.

Quais são os benefícios gerados pelo consumo?

O consumo desse alimento também gera benefícios ao corpo, pois libera substâncias como serotonina e endorfina, gerando um agradável bem-estar no seu pequeno. Além do mais, ele contém vitaminas, vários minerais (como potássio, zinco, manganês e magnésio) e antioxidantes — substâncias que auxiliam a combater algumas doenças.

Como escolher o melhor tipo?

Embora a quantidade calórica do chocolate meio amargo seja alta, ele possui um teor maior de cacau (a substância que oferece os principais benefícios) e menos leite e açúcar, tornando-o o melhor tipo para o consumo.

Por esse motivo, o mais indicado é oferecer os alimentos que contenha maiores níveis do cacau, ou seja, os chocolates mais amargos. O branco é o pior de todos, pois possui muita massa gordurosa.

Agora que você já sabe quando oferecer chocolate para crianças e qual é a melhor maneira, não sinta receio e deixe que o pequeno desfrute de um doce tão agradável e delicioso! Uma dica é que você converse com um nutricionista para tirar qualquer outra dúvida e se sinta mais seguro.

Gostou deste post? Então compartilhe-o em suas redes sociais e tire todas as dúvidas dos seus amigos em relação ao consumo de chocolate para as crianças.