Por muito tempo, o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) se manteve oculto. E, mesmo depois de conhecido, continuou sendo ignorado. As crianças que sofrem do distúrbio eram vistas como levadas, desatentas e desobedientes.

Mais tarde, porém, foi entendido que a hiperatividade — um dos frutos do TDAH — pode se tornar um problema para a concentração, para o aprendizado e para o desenvolvimento infantil. A boa notícia é que ela pode ser tratada.

Continue a leitura deste post e confira 4 maneiras de lidar com a hiperatividade infantil:

1. Deixar e manter a criança calma

Uma criança hiperativa tem dificuldade em ficar parada e em se manter concentrada. Em alguns momentos, pode parecer uma missão praticamente impossível, mas acalmar uma criança hiperativa é possível, sim — e nem sempre com a ajuda de medicamentos.

Primeiramente, para manter a criança hiperativa calma, é preciso oferecer um ambiente tranquilo. Manter a organização e a paz dentro de casa — resolvendo conflitos sem brigas, por exemplo — é algo primordial para o bem-estar do pequeno.

Uma vida mais saudável, com uma dieta adequada, boas noites de sono e a prática de atividades físicas, também podem ajudar bastante no tratamento.

2. Proteja a criança de acidentes dentro de casa

Como a criança com hiperatividade tende a ser mais impulsiva e menos atenciosa, é normal que ocorram alguns acidentes. Por isso, é muito importante tomar alguns cuidados, como:

  • manter produtos de limpeza, cosméticos e outras substâncias perigosas trancadas e fora do alcance da criança;

  • manter quadros, bibelôs e outros enfeites com os quais a criança possa se machucar longe do seu alcance;

  • colocar proteção nos cantos de mesas, hacks, janelas e quaisquer outras partes da casa que ofereçam algum perigo para o pequeno;

  • parafusar armários, estantes, guarda-roupas e móveis pesados na parede;

  • não deixar fios nem cabos soltos ou expostos em locais onde a criança possa puxar ou tropeçar.

3. Crie regras e limites para a criança

Não é só porque a criança tem TDAH que ela pode quebrar objetos, desrespeitar as pessoas ou machucar os amigos. Inclusive, um pequeno hiperativo sem limites pode arquitetar travessuras ainda maiores. Por isso, mesma que a criança não consiga parar um instante, ela precisa saber o que pode e o que não pode fazer.

Crie uma rotina com horários fixos para acordar, comer, tomar banho e ir para a escola. Siga esse cronograma até que o pequeno se habitue.

4. Fale com bastante clareza

Se os pequenos já não entendem boa parte do que os pais dizem, uma criança hiperativa pode ter ainda mais dificuldade. Por isso, procure ser bem claro.

Abaixar-se na altura da criança de modo a conseguir olhar nos olhos dela, tocar seu ombro como em uma conversa franca e falar com bastante calma e convicção são dicas que podem ajudar na compreensão. Além disso, use palavras e expressões comuns. Se for preciso, dê exemplos.

Para garantir que a criança com hiperatividade realmente te ouviu, peça-a para repetir o que foi dito. Devido à dificuldade de concentração, dificilmente uma criança com TDAH vai entender tudo de 1ª.

Lidar com a hiperatividade infantil exige, além de um acompanhamento profissional de qualidade, muita paciência e amor por parte da família. Mas lembre-se de que, com alguns cuidados, é possível proporcionar à criança hiperativa uma vida normal.

Você gostou das nossas dicas? Então curta a nossa página no Facebook e nos acompanhe!