Vivemos em um mundo completamente conectado pela tecnologia e, a cada dia, essa interação se intensifica, até mesmo nas situações mais simples do cotidiano. Hoje, as crianças já nascem imersas no mundo tecnológico e, desde muito novas, já sabem desbloquear a tela do telefone, usar o tablet, procurar e assistir os seus filmes preferidos na internet, etc.

Os cientistas têm procurado aumentar o contato entre o ser humano e as tecnologias, implementando-as em nossa rotina, otimizando e facilitando o nosso dia a dia, e foi a partir dessa ideia que surgiram os wearables. Você sabe o que é wearable? Como essa tecnologia funciona e como ela pode ajudar as crianças? Fique conosco e descubra a seguir.

O que é wearable?

Wearable, em sua tradução literal para o português, significa tecnologia de vestir. Mas isso não quer dizer que um relógio digital ou um fone de ouvido façam parte desses produtos tecnológicos.

Os wearables têm como objetivo auxiliar o usuário a alcançar objetivos como, por exemplo, ser mais organizado, mais produtivo, perder peso, etc. No caso das crianças, eles têm o objetivo de auxiliá-las na rotina de forma integrada com os pais. 

Como os wearables funcionam?

A interação entre o produto e quem o utiliza acontece por meio de uma conexão — via bluetooth ou wireless — ao seu smartphone. A utilização dos wearables vem aumentando os nossos horizontes e possibilidades ao intensificar a interação com a tecnologia.

Com o dia a dia cada vez mais corrido e as múltiplas funções que temos que exercer, fazer uso desse tipo de produto é importante para otimizar e facilitar o nosso cotidiano para, assim, termos mais tempo para aproveitar a vida em família e com os amigos.

Como os wearables ajudam as crianças?

Você pode estar pensando: “Mas como essa tecnologia vai ajudar o meu filho pequeno? Estes produtos não são só úteis no meio executivo?”. Assim que conhecê-los, as respostas para essas perguntas se tornarão óbvias.

Cada produto é pensado especificamente para um fim, para um público-alvo específico e sempre com o objetivo de trazer benefícios para a sua vida. A seguir, apresentamos alguns produtos para exemplificar isso para você:

BabyHug

A Ventrix é uma startup brasileira especializada em produtos médicos inovadores. Ela desenvolveu um conjunto de produtos que monitora o seu bebê e registra informações importantes de seu desenvolvimento.

O BabyHug é indicado para crianças com até um ano de idade e, por meio dele, é possível monitorar a respiração, saber se houve algum movimento brusco e se o bebe está acordado ou dormindo. Por ser conectado a um smartphone ou um tablet, ele permite que você veja pela tela do seu celular o seu filho em tempo real. Além disso, é possível falar com ele a distância ou escolher a música que mais o acalma.

LeapBand

A tecnologia, inevitavelmente, é parte integrante da vida dos pequenos e muitos pais se sentem preocupados que, com o excesso dessa interação, o filho perca momentos importantes da infância.

Foi pensando em solucionar esse problema que a empresa LeapFrog desenvolveu o LeapBand. O produto é uma pulseira que, de maneira divertida, propõe algumas atividades que auxiliam na prática de atividades físicas.

O aparelho propõe desafios para a criança, como pular várias vezes como uma pipoca na panela, por exemplo, e à medida que a criança vai cumprindo os desafios, ela recebe uma pontuação e novos mascotes são desbloqueados para ela poder brincar ainda mais.

Octobus

O Octobus é um relógio que tem como objetivo desenvolver na criança bons hábitos ao estimular a responsabilidade e também a autonomia, e os pais conseguem acompanhar e controlar o aparelho por meio de um aplicativo que se conecta a seu smartphone.

Por meio de cores, ícones e uma linguagem acessível, o produto ajuda a criança a cumprir a sua rotina e a priorizar as coisas mais importantes. É possível ainda armazenar notas e personalizar o Octobus de forma que o produto possa acompanhar a criança em seu crescimento.

Agora você já sabe o que é wearable e como essa tecnologia e sua integração auxiliam na rotina dos pequenos e também na dos pais. Gostou do conteúdo? Nos siga nas redes sociais e receba mais informações importantes.