Bebês crescem rapidamente e os seus pés ainda mais — quem é mãe sabe disso. Especialmente quando eles começam a engatinhar, precisam de proteção e conforto reforçados. Não é à toa que, na hora de comprar sapatinho de neném, as dúvidas logo apareçam.

Por isso, reunimos algumas dicas para você não correr riscos e escolher o sapatinho de bebê ideal para o seu filho. Vamos conferir?

Meça o comprimento do pé do bebê

Algumas atitudes simples, como medir o pé do seu filho, vão te ajudar a não errar na hora de escolher o sapatinho do neném. O melhor é que você consegue fazer isso em casa, sem muita dificuldade. Basta apenas contar com o auxílio de uma régua ou fita métrica. Com a medida em mãos, veja o tamanho do produto no site e compare.

Uma dica importante é que os pezinhos da criança devem ser medidos de três em três meses, pois até os seis anos eles crescem com intensidade.

Confira a tabela de numeração de calçados

Sabendo qual o comprimento do pé do seu bebê, é hora do próximo passo: conferir a tabela de numeração de calçados para crianças. Com ela, você descobrirá o tamanho correto para o sapato do seu filho. 

Mas fique atenta: a numeração dos calçados pode variar de acordo com alguns fabricantes, o que requer atenção em dobro para não errar. Além disso, não se esqueça de conferir se as medidas fornecidas na loja virtual são referentes ao lado interno do sapato.

Compare sandália e sapatinho de bebê

Embora você já saiba o tamanho do pé do seu filho e a sua numeração, é importante também checar as diferenças entre os tipos de calçados e qual a melhor opção para os pequenos. Para isso, tenha em mente o local e o clima para qual você vai levá-lo. Em dias mais quentes e locais fechados, com pouca circulação de vento, sandálias e papetes estão liberadas.

Já em locais mais frios (que exigem um cuidado redobrado com a saúde do bebê) e espaços onde ele vai estar em contato com o chão, aposte em sapatos com velcro, que oferecem mais conforto ao neném, além de uma maior sustentação aos seus pezinhos. 

Preste atenção no tamanho do sapatinho

No intuito de que os sapatos durem alguns meses a mais, muitos pais insistem em comprar pares com a numeração maior do que o pé do bebê. Evite isso!

Tenha em mente que bebês que já engatinham — ou mesmo aqueles que estão aprendendo a se equilibrar e a dar os primeiros passos — vão ter dificuldades com o calçado largo e podem tropeçar, cair e se machucar.

Com as nossas dicas, você certamente aprenderá a definir o tamanho do calçado do seu filho. Porém, além do número correto do calçado do seu filho, não abra mão de um sapatinho de neném que seja confortável, maleável, que tenha sola antiderrapante e cubra bem o seu tornozelo. Isso tudo é importante para que a flexibilidade e o conforto do bebê estejam assegurados enquanto ele explora novos lugares.

Saiba como evitar a perda rápida do calçado

Até os seis anos, as crianças crescem mais rápido — é comum que percam os sapatos em pouco tempo. Por isso, é importante escolher os sapatinhos já pensando no período útil que seu filho terá para calcá-los.

A duração média de um sapatinho é de três meses. Depois desse tempo, deve ser substituído por outro de número um pouco maior.

É normal, nessa fase, as mamães tentarem economizar comprando um par de sapatos um pouco maior e mais largo do que os pés do bebê, para que o calçado dure mais alguns meses. Mas isso não é aconselhável, porque um sapato com folga muito grande dificulta o equilíbrio da criança e pode causar tropeços e quedas.

O tamanho certo precisa ter uma folga da espessura do seu dedo mindinho. Faça a criança experimentar o calçado de pé e compre, sempre que possível, no final da tarde. Isso porque os pés dos bebês também incham e, muitas vezes, ficam “maiores” no fim do dia. Por isso, um calçado comprado pela manhã pode já estar apertado à noite.

Conheça o material mais indicado para cada fase

Nos primeiros meses, o bebê não precisa utilizar sapatos o tempo todo — o ideal é que o uso se restrinja a ocasiões especiais, como batizados ou festas. Nessa fase, o material mais indicado é lã ou um tecido mais molinho. Prefira deixar a criança com os pés soltinhos, para que cresçam naturalmente e a pele respire.

Entre os 12 até os 15 meses, é bem provável que o bebê comece a andar. Nessa etapa, invista em um sapato com tecido mais resistente, capaz de proteger os pezinhos da criança, e com solado antiderrapante.

Uma palmilha com amortecimento garante ainda mais conforto para a criança. Para evitar quedas, escolha sapatos e tênis com velcro, que não desamarram acidentalmente e ainda ajudam seu filho a se calçar sozinho.

Mantenha cuidados com os pés do bebê

Alguns modelos, se escolhidos de forma errada ou com o tamanho diferente do pé do bebê, podem provocar deformidades e até prejudicar o desenvolvimento nessa fase, dificultando a criança a andar. Outro risco é deixar bolhas e calos ou mesmo a deformação das curvaturas do pé, causando o chamado “pé chato” ou pé plano.

Observe se a criança não fica incomodada com o calçado e, se necessário, deixe-a descalça para que tenha mais conforto. E sempre que tirar o sapato dos pés dela, procure ver se o pé tem áreas irritadas, pois alguns calçados podem provocar feridinhas. Na hora de escolher, opte por sapatinhos mais flexíveis e macios.

Há diferentes modelos para meninas e meninos que, além de lindos, são bastante confortáveis. Lembre-se de que como nos primeiros anos a pele é muito delicada, você deve colocar meias para proteger os seus pezinhos. 

E você, gostou do nosso post? Que tipo de dúvidas costuma ter na hora de escolher o sapatinho de bebê? Compartilhe com a gente a sua experiência aqui nos comentários!