Como saber se o agasalho colocado no bebê está sendo suficiente para protegê-lo do frio? Será que não tem agasalho demais? Muitos pais podem ficar em dúvida nesse momento, especialmente os marinheiros de primeira viagem, o que é bastante comum. Um exagero na quantidade da roupa de recém-nascido pode trazer problemas e a falta dela também.

Em meio a tantas dúvidas e incertezas, nós vamos agora te passar algumas dicas sobre qual é a melhor forma de agasalhar um bebê da maneira correta e mantendo o equilíbrio. Vamos lá?

1. Fique atenta à cor da pele

Quando o recém-nascido está com frio, os vasos sanguíneos se contraem, ou seja, o caminho pelo qual o sangue passa fica menor e a circulação diminui. O resultado disso é uma pele mais pálida e, dependendo da temperatura, os tremores podem aparecer como uma forma de aquecer o corpo.

Já quando o bebê sente calor, veremos o oposto: a pele mais corada, um tanto avermelhada, é uma característica fisiológica evidente. Os vasos sanguíneos se dilatam, o sangue flui mais rápido, o corpo se aquece e o suor aparece como uma forma de resfriar o corpo.

2. Preste atenção no suor

E falando nele, o suor é um sinal bastante característico de quando o bebê está com calor. É muito importante ficar atento a ele pois pode representar um superaquecimento e, desta forma, é melhor tirar algumas peças do pequeno.

3. Tenha sempre um gorro em mãos

Você sabia que uma das maiores áreas de troca de temperatura com o meio é a cabeça dos recém-nascidos? Ou seja, em tempos mais frios, usar o gorro é de fundamental importância para mantê-los bem aquecidos, em ambientes externos, durante todo o inverno.

Porém, se ao chegar em casa a temperatura estiver melhor, vale a pena tirar o gorro para que as trocas de calor sejam mais eficientes e o bebê possa chegar a uma temperatura estável.

4. Sinta o calor dos pés e das mãos

Ficar com as extremidades mais frias que o resto do corpo é bastante normal. A nossa circulação sanguínea possui mais dificuldade em alcançar as extremidades e, além do mais, os vasos nessas regiões são muito finos, não permitindo a passagem de uma grande quantidade de sangue.

Porém, se os pés e as mãos estiverem muito frios, é bom apostar em luvinhas e meias na hora de sair de casa se o clima estiver mais frio. Fique sempre atenta às feições e sinais que o bebê pode apresentar.

5. Meça a temperatura corporal

Você sabia que o seu filho pode ficar com febre se passar muito tempo com agasalhos em excesso? Esse é um dos casos de morte súbita em recém-nascidos, o superaquecimento. Portanto, o ideal é ficar sempre observando as reações do bebê, especialmente o choro.

Se ele estiver com febre, experimente remover parte das roupas. Aguarde mais uns 10 ou 20 minutos e use o termômetro novamente. Se a temperatura baixou, não há com o que se preocupar, só é preciso ter mais atenção ao usar tantas roupas nos bebês.

O problema é que, até o 6 meses de vida, os pequenos ainda não possuem a capacidade de manter a temperatura corporal totalmente desenvolvida como nós. O corpo deles leva um tempo até se adaptar a essa nova situação e, por isso, esse controle da temperatura pode ficar confuso para os pais.

Agora conte para nós se já passou por alguma situação preocupante por causa do exagero ou falta de roupa de recém-nascido para agasalhar o seu bebê e como lidou com o problema. Escreva o seu comentário!