Na hora de escolher um brinquedo, ao ver toda aquela variedade de opções, nos esquecemos de que há brinquedos ideias para cada idade e fase da criança.

Imagine só que frustrante entregar um brinquedo que a criança não goste ou que ofereça algum risco a ela. Pensando nisso, preparamos este post para você saber como escolher os brinquedos ideais para cada idade das crianças. Confira!

Os principais riscos ao dar brinquedos em idades inadequadas

Muitas vezes, com a intenção de agradar a criança, escolhemos um brinquedo que aparenta ser  mais legal”, mas que nem sempre atende à faixa etária indicada.

Um brinquedo que tenha classificação de 3 a 5 anos, por exemplo, pode causar problemas e oferecer sérios riscos a uma criança de 0 a 3 anos. Isso porque crianças com menos de três anos de idade ainda não conseguem segurar e manusear muito bem os objetos sozinhas, geralmente elas balançam, chacoalha, jogam, batem e apertam, podendo levar a algum acidente no momento em que menos se espera.

Isso sem falar nas peças muito pequenas, que podem ser engolidas devido ao hábito das crianças com menos de um ano de levar os objetos à boca.

A importância de seguir o direcionamento indicado nas embalagens

Nas embalagens dos brinquedos sempre existe uma classificação etária. Seguir esse direcionamento é importante não apenas para evitar comprar algo que possa oferecer riscos à criança, mas também para proporcioná-la algo que estimule seus sentidos, seu aprendizado e que ajude na sua fase de crescimento.

Os brinquedos certos para cada idade

Cada tipo de brinquedo tem a função de estimular a criança em uma de suas fases de desenvolvimento. No início da vida, eles não servem apenas para brincar, mas também para o aprendizado. Saiba quais são os brinquedos certos para cada idade:

De 0 a 12 meses

Nessa fase a criança precisa de brinquedos que estimulem seus sentidos e ajudem no desenvolvimento do seu sistema motor. Até o quinto mês os bebês são atraídos por móbiles coloridos e brinquedos com sons, mas é por volta do quarto mês que eles conseguem segurar, apertar e morder, ou seja, criam coordenação motora.

É importante ficar bem atento nessa faixa etária, pois um brinquedo rígido pode ser perigoso. Chocalhos, mordedores, bonecos de pano e de plástico, bichos de pelúcia e brinquedos musicais são ideais nessa idade.

Com seis meses o bebê já consegue ficar sentado, tem mais coordenação motora e começa a analisar os brinquedos, suas formas, sons e cores. Sua principal brincadeira nessa idade é destruir, derrubar blocos empilhados e provocar barulhos com brinquedos sonoros.

De 1 a 2 anos

Nessa fase, o bebê anda interage e se relaciona com outras crianças. Por isso, adoram brinquedos como telefone, bonecas de ninar e que simulem atos como cozinhar e dirigir.

De 2 a 3 anos

Aos dois anos a criança começa a desenvolver sua coordenação motora fina e sua criatividade. Por isso, introduza nas brincadeiras a massinha de modelar, a tintar guache, os livros de colorir, os lápis de cor e etc.

De 3 a 4 anos

Aos três anos as capacidades cognitivas da criança devem ser mais estimuladas com brincadeiras como quebra cabeças e brinquedos de construir.

De 4 a 6 anos

Próximo dos quatro anos a imaginação começa a aflorar e o faz de conta passa a fazer parte das brincadeiras. Por isso, brinquedos que possam criar cenários – como casas de bonecas, fantoches e pistas de corrida – são ideais nessa idade.

A partir dos 6 anos

Nessa fase a criança está em alfabetização e já compreende muitas coisas ao seu redor. Aqui, jogos de competição, de tabuleiro, de estratégia, brincadeiras de rua (como soltar pipa e andar de bicicleta) passam a fazer parte de suas rotinas.

Presentear uma criança com um brinquedo que ela goste e lhe faça bem não é difícil, basta entender quais são os melhores brinquedos para cada idade. Gostou? Confira também as nossas dicas de presente para cada idade e não erre na hora de comprar